Profissional

Guia da Cauterização Capilar: O que você precisa saber antes de começar?

Introdução

Mudanças de temperatura, sol, vento, poeira, poluição, secador, chapinha… Todos esses fatores unidos formam um batalhão inimigo dos nossos cabelos. Aliados aos processos químicos, colorações e alisamentos, o resultado é opacidade, quebra, pontas duplas e frizz.

Para blindar os fios desses agentes, é preciso investir em cuidados diários e tratamentos intensivos. Para quem está com os cabelos danificados e precisa de resultados rápidos, o mercado oferece algumas opções, como a reconstrução, nanoqueratinização, plástica capilar e, finalmente, a cauterização capilar.

Diferentemente de uma hidratação comum, esse procedimento é capaz de penetrar na fibra capilar e recuperar a queratina perdida pelos fios — essa proteína é responsável pelo crescimento e fortalecimento de diversas partes do corpo humanos, como as unhas e os cabelos.

Em uma única sessão de cauterização, é possível se livrar das pontas duplas, dos fios quebradiços, da falta de maciez e do temido frizz. “Bad hair day” é uma expressão que nunca mais entrará no seu vocabulário após conhecer esse tratamento. Mas, assim como qualquer ritual de beleza, é preciso entender como ele funciona e quais são as suas contraindicações.

Para te ajudar a entender todo o passo a passo do procedimento queridinho dos salões de beleza, criamos um guia completo sobre cauterização, com os prós e contras desse tratamento. Confira!

O que é a cauterização capilar?

o-que-e-cauterizacao-capilar

Um dos principais componentes do cabelo é a queratina. Formada por aminoácidos que preenchem cerca de 90% da fibra capilar, ela é responsável por proteger os fios de agentes externos e mantê-los hidratados.

A ação diária de inimigos dos fios, como os processos químicos, alisamentos, colorantes, poluição e calor excessivo, deixa o cabelo desprotegido, sem água e nutrientes, e principalmente, sem queratina. E quando os fios perdem esse componente, eles se tornam quebradiços, ressecados, porosos, fracos e com frizz. Ou seja, o pesadelo de todas as mulheres.

E é aí que entra a cauterização capilar. Sua principal função é reparar cabelos que sofrem com a falta da queratina por meio de uma reconstrução profunda.

E não é à toa que esse tratamento é conhecido como “queratinização”. Sua ação reconstrutora age de dentro para fora, indo do córtex até a cutícula, repondo a massa capilar, selando as escamas e eliminando o frizz, devolvendo assim a elasticidade até mesmo aos cabelos mais danificados.

Em uma só ida ao salão, é possível dar vida nova aos cabelos, recuperar o brilho e a maciez e acabar com as pontas duplas sem sequer passar pela tesoura.

Entenda a diferença entre cauterização e hidratação dos cabelos

entenda-a-diferenca-entre-cauterizacao-capilar-e-hidratacao-dos-cabelos

A hidratação é um tratamento essencial na rotina de cuidados capilares de todas as mulheres, até mesmo as que já possuem cabelos saudáveis. Realizada uma vez por semana ou a cada quinze dias, ela é capaz de repor a água perdida naturalmente pelos cabelos e nutrir os fios. Sua ação fica ainda mais potente quando aliada a pequenas gotas de óleo de camelina e macadâmia ou de óleo de coco.

Não há contraindicações ou restrições à hidratação, desde que você use os produtos ideais para o seu tipo de fio — seja ele seco, normal ou oleoso — para a textura do seu cabelo (crespo, cacheado, ondulado ou liso) e, claro, para os efeitos que você deseja ter, como fios mais macios, sem frizz, menos oleosos ou mais brilhantes.

Já a Cauterização Capilar age de maneira mais profunda do que uma hidratação comum, além de usar o calor como sua aliada. Sua ação consiste em reestruturar completamente o fio, devolvendo a queratina e nutrientes perdidos, e fazendo com que permaneçam “presos” na camada interna da fibra capilar.

Diferentemente das hidratações, existem contraindicações para quem deseja se submeter a esse tratamento. Sua ação potente é voltada para cabelos realmente danificados ou submetidos frequentemente a procedimentos químicos.

Prós e contras da cauterização capilar

Quem não sonha com um cabelo digno de comercial de shampoo? Ir uma vez por mês ao salão e ganhar um cabelo mais macio, hidratado, fácil de pentear, brilhante e, de quebra, mais saudável?

E isso é o que a cauterização capilar pode trazer. Mas é preciso ficar atenta. Assim como qualquer procedimento capilar, nem tudo o que fica bom em outra pessoa terá o mesmo efeito em você. Fique de olho nos prós e nos contras da cauterização capilar!

Prós

  • A cauterização capilar consegue hidratar profundamente os fios e, em apenas uma sessão, consegue torná-los mais macios, sedosos e brilhantes;

  • É ideal para cabelos extremamente ressecados, e recomendada para quem passa por qualquer tipo de processo químico, como permanentes, alisamentos, coloração, relaxamentos e escovas progressivas;

  • Além de melhorar o aspecto visual, a cauterização é capaz de repor os nutrientes, vitaminas e proteínas da parte interna dos fios, que se perdem com as agressões do dia a dia;

  • Ela não muda a estrutura dos fios, por isso, é indicada para todos os tipos de cabelos: lisos, cacheados, ondulados ou crespos.

  • Cabelos “virgens” também passam por perda de proteínas, e, por isso, podem se submeter a sessões de cauterização para recuperar a maciez, ganhar brilho e domar o volume.

Contras

  • O uso excessivo da queratina, ou a sua aplicação caseira, pode enrijecer a fibra capilar e causar a quebra dos fios;

  • O tratamento não é indicado para cabelos que sofreram cortes químicos, já que a temperatura do secador e da chapinha pode comprometer ainda mais a integridade dos fios;

  • Se não for bem aplicada, a queratina pode aumentar a oleosidade de cabelos que já sofrem com esse problema. Por isso, a avaliação e recomendação de um profissional são essenciais;

  • Cabelos saudáveis podem sofrer o efeito rebote e se tornarem mais frágeis e quebradiços após a cauterização capilar.

Quando fazer uma cauterização capilar?

quando-fazer-uma-cauterizacao-capilar

Não são todos os cabelos que podem se submeter a uma cauterização capilar. Antes de se submeter ao tratamento, é necessário avaliar a real situação dos fios: se eles possuem muitas pontas duplas, se estão quebrando com facilidade ou se estão realmente danificados.

Mesmo sendo um componente que dá vida aos fios, o excesso de queratina pode causar o efeito contrário em cabelos que já estão saudáveis, chamado pelos cabeleireiros de “rebote”. Se você já possui um fio saudável, corre o risco de sair do salão de beleza com um cabelo mais áspero, endurecido e quebradiço.

Então, quando é aconselhável fazer uma cauterização capilar? A resposta é simples: cabelos que quebram com facilidade ao pentear, com excesso de frizz, ressecados, que passaram por processos químicos como alisamentos, relaxamentos e escovas progressivas ou que são coloridos ou descoloridos com frequência são os que podem se submeter a esse tratamento.

Mas, ainda assim, é preciso passar pela avaliação de um profissional de confiança, principalmente em casos de corte químico. Nessas situações mais extremas, o melhor caminho é fortalecer os fios antes de submetê-los ao calor do secador e da chapinha —que podem ser utilizados durante a cauterização — ou à tração da escova. Se esse é o seu caso no momento, invista em hidratações e procure a ajuda de um dermatologista que indique remédios específicos para recuperar esses danos.

E se você já se submeteu a uma cauterização capilar, é aconselhável esperar pelo menos um mês até fazer uma nova aplicação ou utilizar produtos que levem queratina. Até a sua próxima ida ao salão, abuse das máscaras e não esqueça de fazer um diagnóstico sobre a real necessidade do seu cabelo, para não detonar ainda mais os fios.

Quais os cuidados do pós-cauterização?

Apesar da eficácia da cauterização capilar, esse tratamento sozinho não é capaz de fazer milagres. Existem alguns cuidados que podem aumentar a durabilidade da suavidade, do brilho e da maciez dos fios até a próxima aplicação.

É importante evitar o uso de shampoos com sal ou antirresíduos. Esses produtos possuem em sua formulação elementos capazes de “retirar” a cauterização dos fios. Também é indicado evitar expor os cabelos às altas temperaturas do secador, miracurl ou chapinha para não comprometer os resultados obtidos durante a reconstrução capilar.

É necessário associar a cauterização ao uso de shampoos, condicionadores, sérum e leave-in de acordo com o seu tipo de cabelo. Esses produtos, aliados a uma boa máscara, são ideais para potencializar os resultados obtidos no salão

Quais os principais riscos e cuidados necessários com essa técnica?

cauterizacao-capilar-principais-riscos-e-cuidados

É comum acompanhar em sites e blogs de beleza, centenas de dicas sobre como aplicar a cauterização capilar sem sequer sair de casa. No entanto, esse é um barato que pode sair caro para os seus cabelos, já que qualquer errinho pode causar o efeito rebote. Ou seja, em vez de fios lindos, hidratados e macios, você pode ganhar um cabelo ainda mais ressecado, quebradiço e com um aspecto extremamente endurecido.

Muitas mulheres, ao sentirem que o cabelo está mais seco, já correm para o salão com a ideia fixa de fazer uma cauterização capilar, mas é preciso ter cuidado. Como já citamos nesse artigo, fios saudáveis não devem ser expostos ao excesso de queratina. Existe uma linha tênue entre a hidratação e a quebra, e a aplicação dessa proteína em excesso é a responsável por romper essa barreira.

A cauterização é um procedimento complexo, feito com produtos que exigem toda a atenção e técnicas que só um profissional conhece. Apenas um cabeleireiro será capaz de avaliar a real necessidade de realizar o procedimento.

Todo o processo de reconstrução capilar é feito por etapas que envolvem uma lavagem com shampoo antirresíduos, capaz de limpar profundamente o cabelo, preparando-o para receber a queratina líquida, que age no cabelo por alguns minutos.

Os erros mais comuns para quem realiza esse procedimento em casa está em não cronometrar o tempo corretamente, não retirar o excesso de água e produtos e não preparar os fios com um protetor térmico. E o mais perigoso de todos está no momento da selagem.

Chapinhas e secadores comuns podem atingir temperaturas de cerca de 230º Celsius. O problema é que utilizar a chapinha em uma temperatura maior que 200ºC pode queimar as fibras capilares, aumentando a quebra e o frizz, e comprometendo a saúde dos fios permanentemente.

Até mesmo o manuseio desses aparelhos exige uma técnica especial para selar a cutícula dos cabelos e reter o produto na fibra capilar. É preciso prestar atenção na distância entre a chapinha e a raiz e saber o número exato de vezes que ela pode ser passada em cada mecha.

Cabelos que passaram por outros procedimentos químicos também não podem ser submetidos a uma cauterização no mesmo dia. É preciso observar ainda se existe uma inflamação ou ferida no couro cabeludo para não agravar ainda mais a situação. Nesse caso, o ideal é procurar profissionais especializados em tricologia — um ramo da biomedicina e da estética responsável pelos diagnósticos de disfunções que prejudicam os cabelos e o couro cabeludo.

Grávidas podem fazer?

Muitas mulheres grávidas ainda são cercadas de dúvidas se podem ou não realizar procedimentos e tratamentos nos cabelos.

Para muitos dermatologistas e ginecologistas, a cauterização não apresenta qualquer risco para os fetos. Mas é importante sempre analisar a formulação dos produtos e se eles seguem as especificações da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Antes de ir ao salão, ouça a opinião de um especialista e pesquise bastante sobre a composição química dos produtos que utilizará para não correr o risco de comprometer a sua gestação. A saúde do seu bebê e sua integridade física devem vir antes da estética!

Quais os produtos indicados para a cauterização?

A cauterização capilar é um procedimento feito por etapas. O ideal é que os salões de beleza invistam em uma linha completa com todos os produtos, desde o shampoo antirresíduos até a hidratação utilizada no pós-tratamento.

A Aneethun possui uma linha especial de cauterização, com todos os produtos necessários para a realização do procedimento nos salões de beleza e nos cuidados em casa.

Com uma formulação à base de Vitamina E — que possui uma ação antioxidante na remoção das impurezas da fibra capilar —, queratina hidrolisada e ativada e óleo de macadâmia, a linha Kera System é formada por 5 produtos de cauterização indicados especialmente para cabelos danificados.

Sua ação é voltada para a recuperação rápida e hidratação profunda dos fios, com resultados visíveis em apenas uma sessão. Confira:

Shampoo Antirresíduos Kera System

cauterizacao-capilar-shampoo-antirresiduos-kera-system-aneethun

Com PH de 5,5, esse shampoo antirresíduos promove uma limpeza profunda dos cabelos, ajudando a remover resíduos de produtos químicos, óleos, cloro, cosméticos e agentes poluentes sem agredir o couro cabeludo.

Reestruturador Instantâneo Kera System

cauterizacao-capilar-reestruturador-instantaneo-kera-system-aneethun

O reestruturador instantâneo da linha Kera System é formulado à base de vitamina E e queratina hidrolisada, ativada na forma de aminoácidos, o que é essencial no processo de cauterização. Essa combinação penetra ativamente na fibra capilar, reestruturando e tratando intensivamente os fios.

Recondicionador Instantâneo Kera System

cauterizacao-capilar-recondicionador-instantaneo-kera-system-aneethun

O recondicionador capilar tem como função diminuir os danos causados pela química. Com um efeito de máscara hidratante, esse tratamento ajuda a aumentar a resistência e fortalecer a elasticidade dos fios.

O produto da Aneethun promove um tratamento de reconstrução capilar, fechando as cutículas e deixando o cabelo mais hidratado, emoliente e macio de forma instantânea.

Finalizador Termoativado Kera System

cauterizacao-capilar-finalizador-termoativado-kera-system-aneethun

O finalizador da linha Kera System serve como protetor térmico para a selagem com a chapinha. Com uma fórmula que contém filtro solar, esse produto, além de blindar os cabelos contra as altas temperaturas, promove a regeneração proteica, hidrata e torna os fios mais maleáveis.

Shampoo Reestruturante Kera System

cauterizacao-capilar-shampoo-reestruturante-kera-system-aneethun

Esse produto é formulado cuidadosamente para reestruturar enquanto promove uma limpeza suave dos fios. Ideal para quem deseja continuar em casa o tratamento iniciado no salão de beleza, o shampoo reestruturante ajuda a prolongar os efeitos da cauterização até a próxima aplicação.

É indicado para todos os tipos de cabelo, inclusive os que se submeteram a uma coloração recente.

7 mitos e verdades sobre a cauterização capilar

Qualquer procedimento de beleza é cercado de dúvidas e mitos. Em busca do cabelo dos sonhos, é comum ouvir histórias de mulheres que se submetem a procedimentos sem qualquer consulta profissional e acabam detonando os fios.

Por isso, é preciso ficar atento, pois nem sempre o que funciona para aquela prima ou amiga terá o mesmo resultado em você. Confira 7 mitos e verdades sobre a cauterização capilar!

A cauterização substitui a hidratação comum

Mito.

A vantagem da cauterização está em agir mais profundamente na fibra capilar. Mas os tratamentos não devem ser substitutos, e sim complementares no cuidado com os cabelos. A hidratação semanal, com máscaras indicadas ao seu tipo de cabelo, é capaz de minimizar os problemas causados por agentes externos, nutrir e prolongar os efeitos obtidos com a cauterização.

A cauterização alisa os fios

Mito.

Por seu efeito extremamente reconstrutor, a cauterização pode causar a impressão de fios mais lisos. Mas a sua ação sozinha não é capaz de alisar os cabelos, e sim deixá-los mais macios, sedosos e sem o frizz, que causa uma aparência mais volumosa.

Se você tem cabelos crespos ou cacheados e tem medo de mudar a textura dos fios, pode ficar tranquila. Somente substâncias como a amônia, a guanidina e o hidróxido de sódio possuem uma ação alisadora.

O seu efeito pode durar por até um mês

Verdade.

Uma boa cauterização, feita com produtos de qualidade, pode durar por até 30 dias. Por isso não, é necessário voltar ao salão toda semana. Durante esse tempo, a queratina vai agindo nos fios ajudando a recuperar a força, protegendo-os da ação de agentes externos e domando o volume.

A chapinha ajuda a potencializar a ação da cauterização

Verdade.

Muitas pessoas apostam na cauterização capilar fria, que pode vir até mesmo em máscaras que aliam os ativos hidratantes à queratina, mas os cabeleireiros garantem que o segredo do tratamento está em selar os fios com a ajuda da chapinha. O calor ajuda a “prender” o produto nos fios, fechando as cutículas e potencializando os efeitos por mais tempo.

A cauterização tem o mesmo efeito da nanoqueratinização

Mito.

Assim como a nanoqueratinização, a cauterização é um tratamento que utiliza a queratina como aliada na sua ação reconstrutora. No entanto, esse tratamento possui uma ação mais rápida e já é capaz de devolver a maciez, o brilho e a força aos fios já na primeira sessão.

Quem escolhe a nanoqueratinização precisa de algumas aplicações para obter os resultados que deseja. O que para algumas pessoas é uma desvantagem também pode ser um benefício, já que esse tratamento utiliza partículas menores que ajudam a evitar o acúmulo da queratina nos fios e um eventual efeito rebote.

Quem passou por progressiva não deve fazer uma cauterização no mesmo dia

Verdade.

Cabelos que se submeteram a qualquer procedimento químico ou alisamento devem esperar de uma semana a quinze dias para recorrer a cauterização, principalmente se houver uso de formol. As substâncias desses procedimentos podem causar um endurecimento dos fios, e consequentemente, a quebra.

A cauterização não é indicada para cabelos oleosos

Mito.

A cauterização é um procedimento de reconstrução capilar indicado para qualquer tipo de cabelo danificado, inclusive os oleosos e com caspa. Devido à sua ação altamente hidratante, o ideal é que o produto seja aplicado por um bom profissional, a cerca de 2 cm ou 3 cm de distância do couro cabeludo, para que a raiz não fique carregada com o produto, o que traz um aspecto mais pesado e oleoso ao cabelo.

Conclusão

Ter cabelos lindos e saudáveis é o sonho de qualquer mulher. Lisos, crespos ou cacheados, cada tipo exige uma rotina de cuidados especiais e muita, muita, disciplina.

Além dos tratamentos básicos e essenciais, feitos em casa, como não lavar os fios com água muito quente, secar com uma toalha especial, evitar o uso de excessivo da chapinha e do secador, hidratar semanalmente e usar protetores térmicos, existem outros procedimentos capazes de transformar um cabelo danificado em um cabelo de uma atriz de cinema.

E a cauterização capilar é um deles. O procedimento preenche o fio da raiz até as pontas com a queratina — proteína essencial para o seu crescimento e fortalecimento. Esse tratamento age como uma injeção de brilho e hidratação para cabelos maltratados pela correria do dia a dia e pelos procedimentos químicos.

Mesmo sendo rápida e prática, é preciso contar com a ajuda de um profissional para realizar a cauterização, já que o excesso de queratina ou erros na hora da selagem podem provocar um efeito negativo de quebra e endurecimento dos fios.

Por isso, procure sempre um cabeleireiro de sua confiança para realizar o procedimento. Muitas vezes, confiamos em tutoriais da internet ou indicações de amigos e comprometemos a beleza e saúde dos nossos fios na tentativa de economizar um pouco mais.

E o trabalho não termina no salão. Depois da cauterização, se jogue nas hidratações semanais, sempre escolhendo produtos de qualidade. Com um pouco de disciplina e boa vontade, você terá cabelos bonitos para sempre!

Aprendeu bastante com o nosso guia? Então não deixe de conferir tudo sobre a Plástica Capilar, uma técnica que também tem a queratina como aliada!

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedin
Você deve gostar também
Cabelos coloridos: guia de cuidados para salões de beleza
6 ferramentas indispensáveis para o cabeleireiro de primeira viagem
Colorimetria: a Matemática das Cores que Todo Cabeleireiro Precisa Conhecer
4 Comentários
  • Maria Inês da Silva Colonhese
    02/07/2017 em 16:33
    Responder

    Adorei vou procurar aqui na minha cidade qual salão que vende para comprar meu cabelo está muito danificado estou com depressão por causa do meu cabelo

    • Aneethun
      05/07/2017 em 15:35
      Responder

      Olá Maria Inês! Cuidar dos cabelos é muito mais do que apenas ficar bonita, é cuidar da autoestima para se sentir bem com você mesma! Procure sim um salão com um cabeleireiro de confiança, mas peça antes para ele fazer um diagnóstico capilar para saber qual o tratamento ideal para o seu tipo de cabelo. Você pode encontrar os salões revendedores Aneethun mais próximos de você clicando no link: https://www.aneethun.com/onde-comprar/salao/

  • Liliane Matos da Silva
    15/06/2017 em 13:50
    Responder

    Amei o blog, leio tudo. Uso Aneethun em minhas clientes e elas adoram… Eu simplesmente amo Aneethun, ah a linha Kera é a minha queridinha, mesmo quando não uso a técnica de cauterização! Parabéns pelo blog e pelas matérias bem embasadas!

    • Aneethun
      05/07/2017 em 15:47
      Responder

      Olá Liliane! Muito obrigado pelo carinho com a marca Aneethun! Sucesso sempre!!!

Deixe seu comentário

Seu comentário*

Seu nome*
Sua página da Web