Estoque de produtos de beleza parado: o que fazer?

A pandemia de Coronavírus modificou a dinâmica de diversos setores, dentre eles, o de salões de beleza. Afinal, muitos tiveram de cessar suas atividades e fechar as portas. Com isso, o estoque de produtos dos salões ficou parado, aumentando a preocupação dos proprietários que, como se não bastasse, tiveram que lidar com baixo fluxo no caixa financeiro.

Um estoque sem giro pode significar prejuízo, principalmente com produtos próximos da data de vencimento. Não sabe como lidar com essa situação? Continue a leitura e veja as dicas importantes que separamos para administrar esse momento.

Estoque do salão de beleza: principais dicas para uma gestão eficaz

O gerenciamento do estoque de produtos é um ponto que exige bastante atenção em um negócio de beleza. Em se tratando de um negócio que ficou parado por tempos e planeja a reabertura após o isolamento social, é necessário realizar tudo com cautela. Por isso, separamos algumas orientações essenciais, confira!

Organize seu estoque e levante seus produtos

O primeiro passo é fazer um um levantamento detalhado sobre todos os produtos existentes e quais estavam previstos para aquisição. 

A partir do levantamento, você pode realizar um cadastro de todos os produtos em planilha – pode ser no Excel ou em um sistema informatizado próprio do seu salão.

Nesse cadastro, é importante incluir informações como: data de entrada e saída dos produtos, durabilidade, doses de serviço que cada item rende e principalmente data de validade, entre outros pontos.

Quanto mais detalhado for o seu controle, mais fácil será monitorar corretamente o consumo de shampoos, cremes, tratamentos, progressivas e outros, reduzindo a probabilidade de desperdício e prejuízo financeiro.

Se você ainda não tinha esse hábito, é bom torná-lo contínuo e atualizar o controle de estoque de produtos do seu salão de beleza periodicamente, sempre de olho no giro de clientes do salão.

Faça um controle do fluxo e preveja as demandas

O controle de estoque também é importante para detalhar todas as entradas e saídas de produtos, permitindo prever o consumo médio de cada um deles. Isso é fundamental para realizar compras mais acertadas e evitar ficar com itens em excesso ou faltando quando reabrir o seu salão de beleza com a flexibilização da quarentena ou após a pandemia.

A propósito, por conta das incertezas econômicas em todo o mundo, tenha em mente que a dinâmica dos próximos meses será diferente e mais crítica que antes da pandemia. 

Por isso, vale a pena planejar compras menores, itens para reposição do estoque do salão de beleza e monitorá-lo com mais frequência.

Mas atenção: a reposição no estoque também deve levar em conta a demora nas entregas devido à pandemia. 

Ordene por prazo de validade

Lembra quando dissemos anteriormente para cadastrar todas as informações pertinentes ao produto? Uma delas merece destaque: a data de validade. 

É uma informação simples, mas que determina inclusive a qualidade do seu serviço. Afinal, um produto dentro do prazo de validade é essencial para conquistar o resultado de beleza almejado quanto para garantir a saúde e bem-estar do seu cliente.

Dessa forma, use primeiro os produtos que estão próximos do vencimento e descarte urgentemente aqueles que já passaram da validade.

Negocie com fornecedores

Caso vá adquirir novos produtos para repor o estoque do salão de beleza, converse com seus fornecedores. Muitos estão abertos à negociação, inclusive aumentando o prazo de pagamento; enquanto outros estão aceitando trocar produtos de beleza próximos da data de validade ou oferecendo descontos atrativos para quem precisa comprar mais para a reabertura da empresa após a pandemia.

Revise o custo do seu estoque

Com a rotina administrativa de um salão, pode ser difícil “olhar de fora” e ser mais estratégico. 

Por isso, aproveite a pausa compulsória do isolamento para repensar a gestão e potencializar o modelo de negócio de beleza a posteriori.

Comece analisando quais produtos têm mais saída, identificando quais marcas oferecem melhor custo benefício para os clientes e quais tratamentos têm boa margem de lucro.

O que nós queremos lembrar é que, além de fazer levantamento dos produtos, é preciso revisar o impacto financeiro deles sobre os custos fixos do salão de beleza. Especialmente neste momento, onde é imperativo reduzir gastos sem prejudicar a qualidade dos serviços. 

Dessa forma, você poderá remanejar o estoque de produtos de beleza, optando pelas marcas que realmente agregam valor à sua clientela e geram mais lucros em seu caixa.

Treine seus colaboradores

É preciso controlar o uso de produtos do salão de beleza também na outra ponta, o funcionário, para evitar o desperdício. 

Portanto, converse com seus colaboradores e compartilhe as ações planejadas para controlar o estoque de produtos. 

Faça isso em uma espécie de treinamento que pode ter o objetivo de atualizar o passo a passo de alguns tratamentos – e nisso você mostra a quantidade ideal de produtos em cada um deles – e ainda explica sobre protocolos de higiene – importantes no atual cenário de pandemia.

Em suma, a padronização de procedimentos pode ajudar a tornar o estoque de produtos mais preditivo.

E, então? Curtiu as dicas do nosso artigo? Agora que você tem novas ideias para organizar o estoque de produtos do seu salão de beleza, fique mais preparado com o nosso e-book “Como os salões de beleza podem sobreviver à crise econômica”. Baixe já, é gratuito!

Compartilhe nas suas redes sociais