Coronavírus e o mercado de beleza: saídas emergenciais para conter os danos

professora de empreendedorismo apontando para lousa

Analistas preveem que pequenas e médias empresas poderão sucumbir à recessão, mas no mercado de beleza sabemos que essa crise desencadeada pelo novo Coronavírus não deixa nem os grandes negócios à salvo, pois salões de beleza que não tinham um plano de negócio estruturado, estavam sem equilíbrio financeiro antes ou não atuavam com capital de giro para três a seis meses correm sérios riscos nesse momento. Por isso criei um plano emergencial de contingência que apoia gestores e profissionais a minimizarem riscos e prejuízos nesse momento de retenção econômica.

Segundo o Sebrae, as atividades ligadas a ‘salões de beleza’ são das mais numerosas entre as micro e pequenas empresas e entre os microempreendedores individuais – MEI. Em um setor de centenas de milhares de autônomos e profissionais-parceiros o primeiro cenário preocupante é o de paralisação do comércio, afinal são cabeleireiros, maquiadores, manicures, entre outros, que recebem renda variável, de acordo com a produção de serviços. Se empresas lutam nesse momento para não falir fazendo manobras financeiras, inúmeros trabalhadores do segmento se veem sem saídas para o pagamento de suas despesas e aquisição de serviços e produtos de primeira necessidade.

Mesmo após a retomada das atividades, o sinal de contenção continua ligado e irá demorar para o comércio retomar o fôlego, obrigando gestores e profissionais da beleza a fazerem uma gestão estratégica de suas finanças e se reinventarem criando alternativas que estimulem o consumo de seus serviços e produtos. Mais do que nunca é aconselhável a venda de produtos ‘home care’ como saída para obtenção de renda extra em meio à diminuição no número de atendimentos ou menor ticket médio de consumo de serviços, entre outras estratégias que você pode colocar em prática desde já. Veja:

 

1 – Ganhe renda extra com vendas de produtos delivery e online

Uma alternativa para levantar renda extra nesse momento é propor a seus clientes a compra de produtos de uso home care, o que é fundamental para a manutenção de tratamentos em casa. Terceirize a entrega (delivery) para fazer essa atividade de forma profissional e sem riscos. Anuncie isso no relacionamento via Telefone preferencialmente, propondo: “Eu preciso da sua ajuda nesse momento. Como você sabe, a minha principal atividade é a prestação de serviços de beleza e com essa paralização eu não estou faturando. Então, eu gostaria de enviar produtos de uso profissional para você seguir com os cuidados em casa. Indico pra você esses itens…” Aproveite o tempo livre para analisar e organizar seu estoque, vendo dados de entradas e saídas em seu sistema de gestão, conferindo quantidades, prazos de validade e corrigindo se necessário.

 

2 – Estimule a fidelização de clientes

Comunique-se com seus clientes ao longo dos dias enquanto sua prestação de serviços ou venda de produtos estiver paralisada. Nesse momento a intenção não é vender, mas uma relação genuína com as pessoas que já consomem seus serviços ou produtos fará com que você seja lembrado quando tudo isso passar. Consulte em seus relatórios no software de gestão quais são as pessoas frequentes e comece por elas fazendo ligações para saber como estão e como estão lidando com esta quarentena. Prepare-se para prestar uma consultoria nesse contato, analisando antes o histórico de cada pessoa com a qual se comunicar para sugerir as melhores atitudes de cuidados caseiros de acordo com sua área de atuação. Contatos feitos por gestores que não são profissionais da beleza podem ser ricos em conteúdos sobre carreiras e negócios, assim como além desse perfil consultivo, cabe também um ‘ombro amigo’ nesse momento. Você encontrará pessoas com dificuldades e estado emocional abalado, portanto prepare-se também para ser agente de transformação e não de crise, com comunicação otimista. Entre em contato também com clientes menos frequentes e até com aqueles que, segundo análise de relatórios, estiverem inativos. É com atitudes assim que a fidelização é gerada ou mantida e você e seu negócio se fortalecem.

 

3 – Mantenha o relacionamento ativo com sua equipe

Funcionários e profissionais-parceiros que fazem parte do seu time de colaboradores precisam de sua comunicação constante para se manterem firmes e serenos em meio a um cenário incerto de paralização das atividades e riscos tanto na esfera de saúde quanto na econômica. Insira em seu plano diário uma comunicação ativa com essas pessoas para que conflitos sejam mediados, situações de desequilíbrio emocional sejam apoiadas e a motivação seja constante. Fazer ligações em um momento de crise pode ser muito mais efetivo do que o envio de mensagens ou atuação em grupos no WhatsApp. Mantenha uma relação calorosa com o seu time e colabore com o bem-estar de todos. Trata-se de uma atitude humanizada e que gera resultados de longo prazo na fidelização das pessoas que são importantes para o seu negócio e que estarão engajadas quando tudo se normalizar. 

 

4 – Destrave o influenciador que existe em você

Mais do que nunca é momento de se comunicar com o público através das Mídias Sociais para influenciar positivamente em meio a esse cenário incerto que está preocupando tanta gente. Fale sobre a sua especialidade, apoiando pessoas a se virarem sem você nesse período de recolhimento domiciliar. Destrave o influenciador que existe em você gravando vídeos, fazendo lives, publicando imagens do seu acervo e escrevendo legendas educativas. Não deixe isso apenas para os profissionais da beleza que trabalham com educação. Dicas sobre produtos, técnicas passo a passo de autocuidados e motivação podem fazer parte da sua linha editorial, além de relembrar momentos vivenciados com fotos ou vídeos de clientes com descrição que aponte a saudade que você está de voltar à ativa. Partilhe também os conteúdos que você está absorvendo nesses dias de quarentena, mostrando todas as suas atualizações e diferenciais.

 

5 – Desenvolva o seu equilíbrio emocional

O desenvolvimento do seu equilíbrio emocional é imprescindível para que todos os passos anteriores e demais sugestões que eu ainda vou trazer aqui pra você sejam colocadas em prática. Reconheça suas emoções nesse momento, percebendo como você está se comportando. Exemplos: isolamento social dentro de uma casa onde moram mais pessoas; irritabilidade frequente; falta de paciência; sensação e demonstração de stress; medo em excesso; procrastinação por baixa energia; etc. Como sou Analista de Inteligência Emocional, esse é um tema frequente em minhas mentorias e formações, mesmo quando o cenário é mais favorável, por isso agora é coerente falar nisso também. Ajuste suas emoções a partir da comunicação: Selecione o que ouvir, com quem falar, que conhecimentos absorver. Comunique-se de forma positiva, replique informações que são relevantes para a sua recuperação e crescimento e apoio às outras pessoas. Tomar conhecimento de soluções, como essas, e agir para minimizar danos, fazer planejamentos, exercitar a gratidão e se conectar com pessoas positivas são atitudes que apoiam esse equilíbrio.

Algumas medidas em resposta à crise econômica gerada com a disseminação do Covid-19, que apoiam empresários e trabalhadores nesse momento, são:

  • Um programa de auxílio mensal anunciado pelo governo federal e aprovado pela câmara dos deputados prevê o apoio com um valor de R$600 para profissionais autônomos e informais durante a crise. Até o fechamento desse artigo inda não havia mais informações sobre as regras quanto à seleção do público a ser beneficiado e canais de solicitação do auxílio intitulado coronavoucher, mas já se sabe que os Microempreendedores individuais (MEIs) que se enquadrem nos critérios do CadÚnico estão incluídos. Essa medida seguiu para aprovação do Senado que deve votar nesta segunda-feira (30).
  • Há ainda a flexibilização das leis trabalhistas para manutenção de empregos equilíbrio financeiro dos negócios, entre eles férias coletivas, sistema de teletrabalho e home office.

 

  • Proibição da suspensão do fornecimento de energia elétrica por inadimplência em residências rurais e urbanas pelos próximos 90 dias, medida anunciada pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), mas que não impede a cobrança de débitos vencidos, prevista na legislação, nem a negativação de inadimplentes em cadastros de crédito.
  • Prestações de imóveis e veículos poderão ser congeladas por 60 dias por determinação do Conselho Monetário Nacional (CMN), que faz com que grandes bancos, como Caixa, Itaú, Bradesco e Santander, não cobrem o pagamento de duas prestações da casa ou carro nesse período e não deixem parcelas sobrecarregadas após isso, com a adição dos meses que não foram pagos no final do financiamento. Na Caixa Econômica Federal os financiamentos com até duas prestações em atraso também podem ser pausados.

 

  • Está prorrogado por 6 meses o prazo para pagamento dos tributos federais no âmbito do Simples Nacional, medida que se aplica também aos Microempreendedores Individuais (MEIs). Já a Medida Provisória que flexibiliza as leis trabalhistas autoriza que as empresas adiem por três meses o depósito do FGTS, estando suspensa a obrigatoriedade do recolhimento referente aos períodos de março, abril e maio, com o vencimento sendo prorrogado para abril, maio e junho.

 

Conte comigo nessa jornada! Sou mentora de empreendedores na área da beleza, especialista no crescimento de carreiras e negócios, criadora dos métodos Avante Beleza e Recepção 4.0 e treinamentos Atendimento 4.0, Qualificação no Negócio Dia da Noiva, Distribuidores de Elite, Mestres da Beleza e Beauty Leader Training.

 

Gleyce Persil  –  Mentora de Empreendedores na Área da Beleza 

 

Compartilhe nas suas redes sociais