Conheça 6 tipos de tratamento e o ideal para o seu cabelo

O tratamento capilar é responsável por reter ou repor a umidade dentro do fio, assim como devolver os nutrientes e as proteínas perdidos na fibra devido à ação de fatores mecânicos ou químicos. Para que esse processo alcance o resultado desejado, é preciso contar com os ingredientes certos.

Há uma série de procedimento populares que são responsáveis por trazer cuidados especiais para todos os tipos de danos sofridos pelos cabelos. Para entender as diferenças entre eles e quais são os ideais para seus fios, acompanhe o que preparamos a seguir!

1. Cauterização

Esse processo é especialmente indicado para cabelos que passaram por processo de descoloração, bem como para quem se submeteu a escovas progressivas, alisamentos e colorações caseiras, que deixam os fios porosos.

tratamento de cauterização possui três etapas: primeiramente, o cabelo é hidratado. Em seguida, ele passa por uma reconstrução e, enfim, a etapa de cauterização. Ou seja, as cutículas dos fios são fechadas após receberem a ação das substâncias reestruturantes, uma finalização que garante mais brilho e maciez.

Especialistas indicam que esse tratamento seja feito logo após a descoloração para recuperar o pH natural dos fios.

2. Umectação capilar

A umectação capilar funciona graças à ação dos óleos essenciais. Eles hidratam e nutrem os fios, reparando problemas como frizz, ressecamento e pontas duplas.

Para aplicar o produto, basta usá-lo nas mechas ainda sujas e esperar o tempo necessário para que ele aja. Especialistas indicam a aplicação desse tipo de tratamento durante a noite e a lavagem dos fios pela manhã. É importante aplicar mecha a mecha, da altura da orelha até as pontas, e espalhar o produto uniformemente.

3. Com creme de tratamento

Os cremes de tratamento são ideais para hidratar os fios no dia a dia, sendo usados como uma espécie de condicionador mais potente. Eles atendem aos cabelos rebeldes e ressecados, fornecendo maior capacidade de controle.

Para potencializar o efeito, você pode combinar o creme de tratamento com um shampoo antirresíduos (que tenha o pH balanceado) para que ocorra uma limpeza eficiente e delicada aos fios já ressecados. Esse produto promove a dilatação necessária  das cutículas durante a lavagem, fazendo com que o creme de tratamento penetre na fibra de forma mais potente.

4. Máscara capilar

A máscara capilar é um dos itens mais lembrados quando o assunto é hidratação dos fios, sendo ideal para uso constante. Tenha muita atenção na hora de selecionar a linha, já que cada uma delas é desenvolvida para  um tipo de necessidade.

Após lavar os cabelos com o shampoo indicado para seus fios, tire o excesso de água e aplique uma porção nas mechas. Tenha cuidado para distribuir o produto mecha a mecha, evitando que o creme encoste no couro cabeludo. Uma dica é fazer um coque baixo para que o creme não escorra. Deixe agir por até dez minutos ou de acordo com o tempo indicado pelo fabricante. Enxágue bem.

Cada estrutura de cabelo exige um tipo de máscara, mesmo que a função principal seja a hidratação dos fios. Afinal, como vimos ao longo deste post, cada cabelo possui necessidades e características próprias. Um produto para fios muito danificados pode deixar um cabelo fino sem volume, por exemplo.

Os cabelos oleosos precisam ser hidratados sem que fiquem com aspecto pesado. Por isso, recomenda-se o uso de máscaras com agentes como proteína de trigo, glicerina e chá-verde.

Já os cabelos ressecados precisam receber uma hidratação capilar mais profunda, o que exige a ação de agentes emolientes, como a queratina e óleos obtidos do argan, da macadâmia, da semente de linhaça e do coco, por exemplo.

Os cabelos com volume precisam de ativos hidratantes potentes para deixar os fios menos armados. A queratina, a aminoqueratina B3 e a vitamina E são alguns desses ingredientes.

Os cabelos finos, por outro lado, precisam de uma hidratação que não pese e ajude a deixar o fio mais encorpado. Ativos como gengibre , chá verde e minerais ajudam a dar um pouco mais de volume para os fios.

Por fim, os cabelos que passaram por procedimentos, como progressivas e outros tratamentos mais propensos ao dano, precisam de uma hidratação que não retire os agentes dos fios, prolongando seu efeito. Máscaras com óleos de sementes e queratina ajudam nessa missão. A queratina e os aminoácidos vegetais têm maior compatibilidade com o fio e oferece uma hidratação mais intensa.

Quem tem cabelos coloridos precisa ter especial atenção: os princípios ativos de cada máscara deve conter proteção solar, assim como agentes antioxidantes para prevenir o desbotamento dos fios coloridos.

5. Queratinização

Em geral, o tratamento começa com um shampoo de limpeza profunda, para dilatar as cutículas do cabelo. Isso permite que, aliada ao calor do secador, a queratina que normalmente é hidrolisada e ativada, seja aplicada  e permeada.

O procedimento usa porções menores de queratina, permitindo um tratamento profundo. Esse produto é aplicado com o auxílio de uma ferramenta térmica específica para tratamentos capilares. Para fechar as cutículas, os profissionais usam uma chapinha de cerâmica em baixas temperaturas, mantendo o produto por mais tempo no fio.

A hidratação de queratina é indicada para quem sofre com pontas duplas ou passou por tratamentos de descoloração e quaisquer outros que têm como objetivo alterar a textura natural dos fios.

6. Alinhamento capilar

Esse procedimento ajuda a reduzir o efeito de frizz e o volume do cabelo. É comum que as pessoas confundam com a escova progressiva, pois o processo de aplicação é semelhante, necessitando da ação de uma chapinha.

A maior diferença entre esses procedimentos é que os princípios ativos do alinhamento capilar atuam desde as camadas mais profundas até a cutícula capilar, promovendo um efeito liso duradouro. Eles agem nutrindo e disciplinando os fios, em um processo que leva em média uma hora e meia, dependendo da quantidade e do comprimento do seu cabelo.

O segredo para escolher o tratamento ideal entre os diferentes tipos de hidratação é optar por um produto que tenha componentes compatíveis com as necessidades do seu tipo de cabelo. Se seus fios estão muito danificados, por exemplo, é importante associar a reconstrução à hidratação. Pode ser que seja necessário, inclusive, mais de uma hidratação para obter a maciez desejada.

Gostou de nossas dicas para cuidar dos seus fios? Assine a nossa newsletter e receba ainda mais novidades para manter a saúde de seus cabelos em dia!

 

Compartilhe nas suas redes sociais